Skip to content

Wandering hippie

24 março, 2010

São Tomé das Letras – Parte I

São Thomé das Letras em Minas Gerais é uma cidade famosa pelo seu misticismo, lendas e belezas naturais.
Considerada um dos sete pontos energéticos da Terra, a cidade atrai místico, ufólogos, alternativos, curiosos e muita gente que está procurando um lugar no mundo. De uma maneira oi de outras todo mundo acaba se perdendo ou se encontrando em São Tomé.

Viajei com três amigos para a cidade mística e não sei dizer ao certo se o que queríamos era nos perder ou nos encontrar. Mas estávamos abertos a tudo (ou quase).
São Tomé das Letras é uma cidade incrível e linda e as pessoas são hospitaleiras e estão sempre prontas para compartilhar um pouco da sua história.

Conhecemos gente de todo tipo. A mulher que largou emprego e todos os problemas em São Paulo e foi viver um amor. A garota que não quer ser pastora Batista como a mãe e tenta se libertar do peso da religião nas noites de rock n’ roll. Um hippie com cara de índio apache que cria as peças em cobre mais lindas que eu já vi na vida. O cara que deixou a família e abriu e um bar e outro que abandonou as drogas, abriu uma pousada e deixou que a cidade o salvasse.

No geral, as histórias são parecidas. Todo mundo chegou ali buscando alguma coisa, encantou-se pela cidade oi por alguém da cidade e de lá nunca mais saiu.

O ideal hippie de amor livre, buscar de seus sonhos e romper valores pré estabelecidos está lá como se o tempo tivesse parado lá em 1970 e alguns.

Andar pelas ruas pode inspirar mil coleções, ilustrações e fotografias. Artistas, designers, escritores todos ficam inspirados. Não como não ficar. Os trajes dos nativos é menos hippie ou gypsy que os trajes dos visitantes. Aliás, é regra (mas não deveria ser), em qualquer lugar do mundo turista sempre tem cara der turista. Em São Tomé não seria diferente.

Os hippies e artesão estão por toda a parte vendendo seus produtos, falando da natureza e defendendo a cidade que está sendo invadida pelas pedreiras. O artesanato local é influenciado pelo misticismo e hinduísmo e pelo ocultismo. Esculturas feitas em pedras e metal podem ser vistas por toda parte. Mas são as obras em madeira do artesão Anderson Costa e as jóias em metal de Irani roubaram a nossa atenção.

São Tomé é um fantástica. Vale a pena visitá-la. A cidade o abraçará, te receberá como filho e você não vai mais querer voltar. Eu quase não voltei.

[Fotos: Mônica Ash e Mateus Grillo]
Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. thata permalink
    24 março, 2010 2:37 am

    fikou
    maravilhosoooO

  2. Bia permalink
    24 março, 2010 10:13 pm

    Maravilhoso!Me apaixonei pela cidade e pelas pessoas de São Tomé.
    Da uma vontade de largar tudo e ir viver uma vida tranquila nessa cidade de fantasias, pura fantasia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: