Skip to content

Alexa Chung | Elle UK November 2010

16 outubro, 2010

Alexa Chung é um dos maiores ícone fashion desta geração. Sei que muita gente está exclamando ‘Não! Kate Moss’! Mas calma, até porque é impossível compará-la à Kate Moss, aliás, é impossível comparar qualquer outra à Kate Moss.

Podemos fazer uma listinha rápida com alguns nomes de peso como Sienna Miller, Emma Watson, Ashley e Mary-Kate Olsen, Erin Wasson, Zooey Deschanel, mas Alexa Chung é o nome mais forte que nos vem à cabeça depois de Kate Moss.

Fotografada por David Vasiljevic para a edição de novembro da Elle UK, Alexa Chung fala um pouquinho da sua carreira, sua paixão por fazer compras e aponta Alison “VV” Mosshart, do The Kills (que eu adoro) como seu ícone de estilo.

Alexa tem algo de adorável e gracioso. Não é preciso esforçar-se muito para gostar dela. Nem é preciso ser fã dela para achá-la uma graça. As garotas adoram se inspirar no seu estilo. Tem gente  que não vive sem da uma olhadinha ‘no que Alexa Chung usou hoje’.

E eu ainda acredito que quem começou essa festa dos esmaltes foi ela, que aparece de unhas limpas nas fotos a seguir.

[imagens: reprodução]

Refletindo Moda III

27 setembro, 2010

“A moda é um veículo claro e objetivo de comuicação, o mais direto, objetivo e real. Está nas pessoas, ao mesmo tempo que conduz a uma formação, a uma opinião que abre para o espectador / usuário a possibilidade mutante da escolha, da individualidade e de todo um empirísmo social sem muitas medidas e fronteiras. Uso a idéia “moda” como uma linguagem onde o produto é apenas um fragmento performático do todo, os meios visuais pelos quais se expressam as vivências pessoais.

(…)é um dos instrumentos mais políticos que ja conheci. O poder social, econômico, intelectual, antropológico existente nela é algo assustador!”

Tarcísio Almeida, estilista, para o FFWBlog

Cabides tatuados

27 setembro, 2010

É lindo o cabide tatuado do designer mineiro Mikael Dutra! O desenho é do tauador Leo Lobinho do Pietá Estúdio de Belo Horizonte, MG. Vi no Brisa Ink e já adicionei à minha lista desejos.

YSL – Manifesto VII

20 setembro, 2010

Daria Werbowy no Manifesto VII, dirigido e fotografado pela dupla Inez van Lamsweerde e Vinoodh Matadin.

Ícone de Estilo: Jodie Foster em Taxi Driver

20 setembro, 2010

Iris de Jodie Foster em Taxi Driver (filme de Martin Scorsese de 1976)  é definitivamente a musa  a la Marc Jacobs da próxima temporada.  Shorts curtos de cintura alta, plataformas, tops, bolsas grandes, óculos redondos (grandes ou pequenos – como aqueles da coleção do Alexandre Herchcovitch) e chapéus com abas dobrada são a tendência.

[imagens: reprodução]

That 70’s Show

19 setembro, 2010

Marc Jacobs

Derek Lam

Michael Kors

Ralph Lauren

Rebecca Taylor

O Harém

13 setembro, 2010

Quando pensamos em um harém, logo nos vem a imagem dos contos de Sherazade com belas mulhrres dançando a dança do ventre, vestindo saias, lenços, véus coloridos, ornadas com joias em ouro e todo aquele clima das mil e uma noites. Estudando a cultura iraniana, percebi que os haréns não eram uma particularidade árabe.

foto de Antoin Sevruguin

O Xá (rei) iraniano Nasser al-Din Shah da dinastia Qajar, que governo a Irã entre 1848 e 1896 era um apaixonado por fotografia, arte e literatura e mulheres. Durante o seu governo de quase 50 anos ele cultivou um harém  com cerca de 100 mulheres.

Suas esposas e concubinas não dispensavam o uso de véus e nem as jóias e maquiagem e usavam saias curtas parecidas com tutus que o rei viu nas apresentações dos balés parisienses em sua primeira viagem à Europa. Em seu retorno ao Irã, o introduziu a nova moda entre as mulheres da sua corte. Elas passaram a usar uma saia curta e solta, chamado shaliteh,  algumas vezes colocadas sovre calças coloridas e um colete.

A nova moda que tinha um “ar moderno”, não vazou para as ruas e o rei tinha muito orgulho de registrá-la em suas fotografias.

As fotos também revelam mulheres gordinhas de sobrancelhas grossas e escuras, uma marca de beleza na era Qajar. Em algumas fotos, mostravam seus abdomens nus com camadas de gordura, em uma postura que sugeria que eles eram ricos o suficiente para comer muita comida.

Nasser al-Din Shah foi também o primeiro monarca persa a manifestar seu gosto pela escrita e também publicava os seus diários. Se vivesse nos dias atuais, com certeza sua paixão seria o twitter.

Algumas fotos tiradas pelo Xá Nasser al-Din Shah  em seu harém.

Anis al-Doleh, a favorita do Xá

[imagens: reprodução]